fbpx
LIFESTYLE

Autocuidado: como criar um espaço para meditação no seu lar

30/08/2020

Como você tem cuidado de si mesmo? Você está se preocupando com o corpo e a mente? Quais hábitos de autocuidado estão na sua rotina?

Todas essas perguntas nos fazem refletir o quanto estamos nos dedicando a nós mesmos, com atitudes para cuidar de si e, dessa forma, aproveitar a vida com mais plenitude.

Muitas coisas podem ser consideradas como hábitos de autocuidado. Uma das mais famosas é a prática de meditação, que é capaz de reduzir o estresse, a ansiedade, fortalecer o sistema nervoso e imunológico, desenvolver a autoestima além de melhorar a memória e a capacidade de concentração.

Algumas pessoas incluem a meditação junto com a Yoga, que também oferece muitos benefícios para o corpo e mente, aumentando a flexibilidade, o equilíbrio e o bem-estar.

No artigo de hoje, vamos falar um pouco mais sobre o autocuidado e como criar um espaço para meditação no seu lar. Acompanhe a leitura!

Escolha um local isolado

O primeiro passo é escolher um cômodo ou espaço mais isolado dentro de casa. Pode ser um quarto, a sala ou o jardim. Porém, dê preferência para um local com pouca circulação de pessoas e o mínimo de barulho possível.

Não precisa ser um ambiente muito grande, mas que tenha o tamanho necessário para você se sentir confortável.

Por exemplo, um cantinho no jardim que a empresa de paisagismo deixou para a instalação de um banco pode ser bem aproveitado para a prática de meditação.

Na escolha do local, preste atenção à iluminação. A luz natural melhora instantaneamente o humor e, por conta disso, o ideal é escolher um cômodo onde os raios de sol possam iluminar todo o ambiente durante a meditação.

Para quem está construindo ou reformando a casa já pensando em um local próprio para meditar, uma dica é instalar uma cobertura de vidro, que além de melhorar a iluminação natural, também ajuda a visualizar o céu, o que melhora ainda mais o bem-estar.

Tenha uma paleta de cores suaves

Antes de pensar em quais elementos físicos e objetos sensoriais vão integrar o seu espaço de meditação, é necessário levar em conta as cores que compõem o local. Afinal de contas, é preciso escolher tonalidades serenas, que transmitam a sensação de relaxamento.

Uma ideia é usar papéis de parede, que dão um toque especial e ainda colaboram com a decoração. Algumas cores são mais indicadas, como:

  • Lavanda;
  • Azul;
  • Branco;
  • Verde claro;
  • Entre outros.

Lembre-se de preferir tonalidades pastéis e texturas aconchegantes. Outra recomendação é investir em revestimentos que transmitam a sensação de conforto, como o carpete em placas, que além de altamente sofisticado também ajuda no isolamento térmico.

Invista em alguns itens básicos

Não é preciso muito para começar a meditar. No entanto, alguns itens podem melhorar a prática e são fundamentais para os movimentos de yoga, oferecendo ao praticante ainda mais conforto na realização de movimentos.

Um dos artigos fundamentais é o tapete de yoga, que evita o contato direto com o chão, diminuindo o risco de lesões nas articulações e na pele.

Para quem só vai meditar, ter um sofá sob medida SP, colchão apropriado ou tapete de yoga é essencial para a experiência de relaxamento e conforto. Até porque relaxar e se desprender do estresse do dia a dia requer a presença de um ambiente aconchegante e minimalista.

Traga um pouco da natureza

A natureza já está diretamente relacionada com algo que relaxa e tem poder de cura. Por esse motivo, é importante trazer alguns elementos naturais para o ambiente de meditação.

Inclusive, algumas pessoas vão diariamente até bosques e parques com o objetivo de se conectar com o meio ambiente, deixando um pouco de lado o caos urbano e se entregando à natureza orgânica.

Dentro de casa, é possível resgatar essa sensação com alguns vasos de plantas naturais, pedras, cristais, jarros de areia e conchas do mar, ou até uma pequena fonte de água.

Para quem deseja despertar novas sensações, uma dica é investir em aromaterapia com cheiros de flores e plantas, ou ainda colocar um som ambiente com barulho da chuva, de uma cachoeira ou de uma floresta.

Conclusão

O autocuidado é uma construção diária e caminha junto com a mudança de hábitos, indo além da prática regular de exercícios físicos e adoção de uma dieta equilibrada. 

Afinal de contas, é preciso cuidar do corpo, mas também da mente, já que a nossa saúde mental é de extrema importância para o bem-estar.

Nesse sentido, práticas como o yoga e a meditação ajudam a diminuir o estresse, melhoram a qualidade de vida e são essenciais para quem deseja investir mais em autocuidado.

Até mesmo dentro de casa é possível criar um espaço para meditar e, com isso, usufruir de um horário só para você. Que tal começar a olhar um pouco mais para dentro de si mesmo?

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você também pode gostar