Arquitetura e Design

Guia prático de como comprar um sofá

04/09/2018

A aquisição de móveis para seu novo apartamento pode ser algo muito prazeroso, capaz de proporcionar uma nova experiência a cada cômodo que se planeja.

Assim, comprar um sofá é uma tarefa complexa, pois exige que você alie o seu bom gosto às especificidades do recinto, sem esquecer que esse móvel é a estrela de ambientes como a sala de estar ou de TV, devendo levar a esses lugares conforto e beleza.

Para ajudar nessa escolha, preparamos as dicas abaixo. Confira!

Escolha de acordo com o ambiente

A primeira coisa a se pensar para comprar um sofá é no ambiente em que ele vai ficar, pois isso ajuda a definir o modelo e também o espaço que será ocupado pelo móvel.

Modelo ideal

Em uma sala de estar, um móvel mais básico já atende bem às necessidades dos moradores e visitantes. Já em ambientes mais íntimos ou na sala de TV, um sofá retrátil ou com chaise oferece mais conforto a quem for utilizá-lo.

Sofás-cama também podem ser uma boa opção em um quarto ou um escritório, ampliando a capacidade de receber visitas.

Por fim, é importante cautela ao escolher um sofá de canto, pois, embora possa dar um ar de sofisticação, ao mesmo tempo que aproveita o espaço, ele pode não oferecer tanta mobilidade.

Essa é uma preocupação importante para quem gosta de alterar, de tempos em tempos, alguns elementos da decoração da casa.

Tamanho ideal

Escolhido o modelo, é hora de pensar no tamanho do sofá. Ambientes pequenos ficam bem com um de dois lugares, enquanto os maiores já recebem bem os sofás maiores, por vezes mais de um, acompanhados por poltronas.

No entanto, ao tomar essa decisão, não se deve levar em conta apenas o conforto e o número de pessoas que podem se sentar no sofá, mas também a boa circulação do ambiente.

Então, o ideal é que entre os móveis haja uma distância que permita a passagem sem que seja necessário fazer desvios. Esse cuidado também é importante ao escolher sofás utilizados para dividir ambientes.

Pense no material de acordo com o uso

Uma parte interessante da compra de um sofá é pensar na sua cor e no material de que ele é feito. Porém, para não errar, mais do que uma questão estética, temos novamente nas mãos um problema bem prático, pois é preciso avaliar o uso e a localização do móvel para fazer a melhor escolha.

Materiais indicados

O melhor material para seu sofá é aquele que esteja adequado às condições ambientais e ao uso que vai ser feito do móvel.

Assim, um sofá para ambiente externo — em terraços ou varandas, por exemplo — precisa de tecido impermeável e estrutura reforçada, pois está sujeito à ação da chuva e da radiação solar.

Nos ambientes internos, tecidos naturais devem ser escolhidos para lugares de clima mais quente, enquanto camurça e chenile, por exemplo, são ótimas opções para locais frios.

Os materiais impermeáveis — seja o tecido impermeabilizado ou couro — também podem ser uma boa escolha em casas em que haja crianças e animais, pois eles evitam danos e garantem maior durabilidade ao estofado.

Cores indicadas

A cor do sofá precisa harmonizar com o ambiente, então essa escolha vai depender muito do restante da decoração. No entanto, se estiver em busca de algo mais neutro, que permita ousar mais nas tonalidades escolhidas para outros elementos, aposte no bege, no marrom ou no cinza.

Também é importante lembrar que, se o sofá for muito usado ou se há crianças e animais em casa, é bom optar por cores escuras, que não vão mostrar manchas.

Esperamos que, com as informações deste artigo, você agora esteja apto a comprar um sofá que vai fazer a diferença na sua casa.

Para ter acesso a mais textos como este, assine a nossa newsletter e receba-os periodicamente na sua caixa de e-mail.

Você também pode gostar