Arquitetura e Design

O que você precisa saber antes de contratar um decorador. Confira os 6 passos no nosso infográfico!

29/08/2018

O trabalho de um decorador é aliar a beleza do ambiente à sua funcionalidade, proporcionando o melhor lugar — como você quer — para viver com sua família.

Neste post, vamos trazer todas as informações que você precisa saber antes de contratar esse profissional. Continue a leitura para entender mais!

Saiba mais sobre o profissional

É fundamental conhecer o profissional que você vai contratar — suas qualificações, seu portfólio e suas referências em trabalhos anteriores. Afinal, é o conforto e o bem-estar da sua família que estão em jogo!

Além disso, é importante saber o que cada profissional está habilitado a fazer. Há poucas — porém significativas — diferenças no trabalho que o arquiteto e o designer de interiores podem oferecer a você. Ambos podem projetar ambientes e plantas baixas, pois devem dominar o uso de softwares para isso.

No entanto, somente o arquiteto pode autorizar alterações estruturais no ambiente — que envolvem quebra ou construção de paredes, por exemplo. Essas mudanças precisam constar do laudo de responsabilidade técnica assinado por esse profissional.

Já o designer de interiores não pode realizar obras que envolvam as estruturas do imóvel, mas recebe uma formação que permite projetar o ambiente segundo normas de funcionalidade, acústica, térmica, ergonomia e iluminação — podendo envolver, ainda, a criação de mobiliário e de paisagismo.

Ambos os profissionais podem ser chamados comumente de decoradores, mas o fato é que um decorador — que indique combinações de cores do ambiente e a compra de móveis prontos ou planejados — não precisa de uma formação superior específica para exercer essa função.

Dessa forma, a contratação do tipo de profissional vai depender muito do que se espera do ambiente. Caso você não tenha optado pela personalização do seu apartamento ao adquiri-lo na planta, talvez seja melhor contar com o arquiteto e com o designer de interiores para o seu projeto de decoração.

Peça indicações e verifique o portfólio

Se você está procurando um decorador, vale a pena prestar atenção aos ambientes que frequenta. Quando você é convidado para a casa de um amigo que tem uma decoração impecável, pergunte quem foi o profissional responsável pelo trabalho. Indicações sempre são bem-vindas e, quando feitas por pessoas próximas, você ainda conta com uma avaliação importante — de alguém que se importa com o seu bem-estar.

Com alguns nomes em mãos, peça o portfólio dos profissionais. Conhecer os trabalhos anteriores dos decoradores vai ajudar a perceber se eles são capazes de seguir o estilo que você espera.

Tomando esse cuidado, é bem provável que o resultado agrade a sua família e tudo seja finalizado em tempo hábil para vocês curtirem a casa decorada.

Faça uma entrevista e um contrato

Converse com o profissional escolhido. Se possível, chame-o ao seu apartamento para mostrar o que espera do serviço e para que ele entenda suas vontades e responda aos seus questionamentos.

Procure estabelecer uma sintonia com o decorador, pois esse trabalho tem um caráter bem subjetivo. Então, é bom que ele conheça os interesses, as vontades e as necessidades da sua família — e para que você tenha segurança de que ele vai ser capaz de atender ao que esperam.

Por fim, escolhido o profissional, faça um contrato. Ele deve propor esse documento e é bom ler com atenção e não ficar com dúvidas com relação ao que é proposto. Caso necessário, converse com seu advogado sobre os termos e só feche o negócio quando tiver seguro sobre os termos.

Depois de contratar um decorador, que tal receber mais informações sobre design de interiores e bem-estar? Assine a nossa newsletter e fique por dentro dos conteúdos do blog!

 

Você também pode gostar