fbpx

Cromoterapia na decoração: como usar as cores para o seu bem-estar

Talvez você tenha algumas cores preferidas, mas não saiba dizer o motivo pelo qual elas causam bem-estar no seu dia a dia. Justamente por isso, conhecer a cromoterapia e aplicá-la na decoração da sua casa pode ser indispensável.

A época em que uma casa era decorada apenas com tons mais neutros e sem grandes destaques ficou para trás. Hoje, é cada vez mais comum que diferentes cores façam parte de decorações. 

Mesmo que pareça apenas gosto estético em um primeiro momento, saber quais cores utilizar e onde usá-las dentro de casa pode fazer toda a diferença nos projetos de decoração.

Afinal, é cada vez mais comum que os profissionais da área considerem a cromoterapia no momento de elaborar a decoração do espaço, garantindo os melhores resultados para os seus clientes. 

Se você se interessa pelo tema e quer aprofundar os seus conhecimentos sobre o assunto, siga na leitura deste conteúdo e entenda melhor sobre a funcionalidade dessa terapia na ornamentação da sua casa. 

O que é a cromoterapia?

Existem muitos elementos que podem ser considerados dentro de um processo decorativo, e um dos que ganhou maior destaque nos últimos tempos foi a cromoterapia. Mas afinal, do que ela se trata?

Ela é uma terapia alternativa que tem como intuito utilizar diferentes cores para promover uma melhoria na saúde das pessoas, levando em conta a vibração e a capacidade de cura de cada cor.

Por isso, ela é inserida nos projetos de decoração de uma casa, em vários tipos de objetos, criando um cenário personalizado que busca oferecer bem-estar para os moradores. 

As cores para cada tipo de cômodo

As diferentes tonalidades podem ser usadas na decoração da casa, sendo que algumas delas podem ter indicações especiais para cada cômodo de acordo com a sensação que geram nas pessoas. As principais cores são:

  • Cores quentes: laranja, amarelo e vermelho;
  • Cores neutras: cinza, branco e preto;
  • Cores frias: lilás, azul e verde;
  • Entre outras.

Em geral, as cores quentes são estimulantes, podendo gerar inquietude e sensação de fome em algumas pessoas. Já os tons neutros são considerados sóbrios, sendo inseridos para dar maior leveza nos cômodos.

As cores frias trazem serenidade e tranquilidade, além de transmitirem sensação de limpeza e de frescor. 

Cromoterapia na sala

Por ser um ambiente social, a sala de estar pode receber cores mais alegres, sendo os tons de amarelo, vermelho ou laranja boas opções de decoração. 

É preciso lembrar que a área não deve deixar o conforto de lado e, por isso, investir em almofadas, tapetes e cortinas nas cores quentes pode gerar aconchego e bem-estar.

Cromoterapia na cozinha

Levando em consideração que as cores quentes podem causar sensação de fome, elas são usadas para decorar uma cozinha com sucesso. Tanto o laranja, quanto o amarelo e o vermelho são interessantes para isso. 

Ao mesmo tempo é importante criar um equilíbrio no espaço, de maneira que harmonizar cores quentes com cores neutras é uma alternativa a ser considerada, deixando o espaço mais aconchegante. 

Cromoterapia no quarto

Os dormitórios são cômodos que precisam transmitir serenidade e tranquilidade, de modo que os moradores possam desfrutar de boas noites de sono. Sendo assim, as cores frias são as mais indicadas na decoração do ambiente. 

Uma dica interessante é buscar por uma distribuidora de papel de parede, onde seja possível conhecer diferentes tons de azul, verde e lilás, selecionando a alternativa que for mais agradável e harmoniosa para a casa. 

Cromoterapia no banheiro

No ambiente onde se faz a higiene pessoal, nada mais apropriado do que escolher cores neutras e sóbrias, mesclando com tons frios, que geram a sensação de limpeza.

Além disso, apostar no uso do branco pode ser uma boa sugestão para criar maior amplitude no local, já que ele costuma ser o menor cômodo da casa. 

Considerações finais

Justamente por que a nossa casa é um dos locais onde passamos grande parte do tempo, garantir que a decoração cause bem-estar em todos os moradores é fundamental. 

Por isso, inserir a cromoterapia como um dos critérios de organização e harmonização dos ambientes pode ser a forma mais prática de construir um espaço sempre agradável e aconchegante. 

Sendo assim, não deixe de aplicar as cores quentes, neutras e frias de acordo com as indicações mencionadas acima, e tenha a certeza de decorar a sua casa da melhor maneira possível. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.