FinanciamentoSeu Imóvel

DDA e débito automático são a mesma coisa? Entenda a diferença e saiba tudo sobre o assunto

10/04/2019
dda

Pagar contas é uma prática que faz parte da vida de todo cidadão. Em um determinado momento da vida, nos deparamos com a necessidade de cumprir as nossas obrigações e efetuar uma série de pagamentos, sejam aqueles relacionados às contas fixas do mês, sejam outros gastos do nosso cotidiano. E entre os métodos de pagamento oferecidos pelas instituições financeiras está o Débito Direto Autorizado, também conhecido como DDA.

Você já ouviu falar sobre ele? A princípio, algumas pessoas podem confundir essa alternativa com o débito automático — mas já adiantamos que essas duas opções funcionam de modos diferentes.

E como queremos facilitar o seu dia a dia, criamos um artigo exclusivo sobre o assunto. Ao longo da leitura, responderemos às principais dúvidas referentes a esse serviço e, inclusive, mostraremos todas as suas vantagens. Acompanhe!

O que é o DDA?

Antes de tudo, você sabe o que, de fato, é o DDA? Podemos dizer que esse serviço surgiu com um só objetivo: facilitar a rotina de pagamento dos usuários.

Por meio dele, os clientes acessam uma plataforma virtual e conseguem reunir, em uma única tela, todas as suas contas pendentes como uma espécie de registro eletrônico. Ao se cadastrar nessa modalidade, as empresas também deixam de enviar boletos em papel para o seu endereço de cobrança, passando a incluir todas as pendências nessa plataforma.

A iniciativa é da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), que tem como objetivo trazer mais velocidade e segurança às transações realizadas via boletos.

As vantagens de recorrer a essa ferramenta são inúmeras, tanto para quem paga quanto para quem recebe as contas. Entre as principais estão:

  • diminui os riscos de fraudes bancárias ou alteração de dados cadastrais;
  • é um serviço seguro e 100% gratuito;
  • é uma alternativa sustentável, já que não utiliza papéis;
  • proporciona mais praticidade para o cliente efetuar pagamentos;
  • evita o atraso no recebimento de correspondências.

O que pode ser cobrado no DDA?

O DDA permite o pagamento de diversas contas, desde que elas estejam devidamente registradas no nome e CPF do usuário. Esse é o caso do condomínio, plano de saúde, plano odontológico, parcelas de um financiamento, mensalidade de escolas, entre outros.

Já os gastos relacionados aos serviços públicos, que é o caso das contas de luz e de água, ainda não podem ser pagos por meio dessa modalidade.

Lembre-se: o DDA é apenas uma ferramenta para que os clientes tenham mais praticidade na hora de receber as suas contas. O não pagamento de um registro virtual terá as mesmas consequências de um boleto tradicional não quitado.

Qual é a diferença entre o DDA e o débito automático?

Diferentemente do que muitos imaginam, o DDA e o débito automático não são a mesma coisa. No primeiro, você conseguirá somente visualizar os boletos pendentes e, para fazer o pagamento, será preciso uma autorização.

A mesma situação não acontece com o débito automático que, como o nome já revela, debita automaticamente os pagamentos da sua conta-corrente. A boa notícia é que, para quem deseja ter mais praticidade, existe a possibilidade de combinar o DDA com o débito automático.

Não recebi boleto. Sou DDA?

O não recebimento de um boleto não garante que você tenha se tornado um cliente DDA. Para isso, é necessário acessar a sua conta no Internet Banking do seu banco.

Lá, existe a opção “DDA”, onde será preciso seguir as instruções sinalizadas na tela para, então, concluir a operação. Também é possível formalizar essa solicitação na sua agência bancária, com o auxílio de um profissional.

Assim que o cliente se cadastra nessa função, o banco começa a enviar notificações e lembretes de pagamento.

Outra maneira simples de checar se você está cadastrado como cliente DDA é acessar a plataforma em um período próximo à data de vencimento de um boleto. Caso o registro eletrônico não esteja presente, considere conversar com o seu gerente.

Como vimos, o que não falta são vantagens para aqueles que recorrem ao Débito Direto Autorizado. Aproveite você também para investir nessa ideia e ter mais facilidades no dia a dia!

E então, após a leitura ficou mais fácil entender a diferença entre DDA e débito automático? Deixe o seu comentário no post e compartilhe a sua opinião conosco!

Você também pode gostar