fbpx
ART & DESIGN

Decoração vintage: conheça mais sobre esse estilo que une conforto ao clássico

30/07/2020
decoração vintage

Ter uma casa organizada e estilosa é o desejo de muitos brasileiros. Afinal, ao contar com um espaço do jeito que sempre sonhamos, conseguimos sentir maior sensação de bem-estar e, consequentemente, temos mais disposição para realizar as tarefas do dia a dia. Seguindo esse pensamento, diversos moradores estão investindo na decoração vintage.

É uma maneira de tornar o ambiente personalizado e capaz de refletir as suas particularidades. Bastante popular no universo da arquitetura e decoração, essa opção é excelente para tornar o imóvel uma verdadeira obra de arte. O melhor é que ela também pode ser produzida com muita facilidade — basta ter um pouco de paciência e, claro, aprofundar-se em suas características.

Afinal, o que é estilo vintage? É possível aplicar essa ideia em um apartamento residencial? Vamos explicar todas essas informações neste post. Continue a leitura a saiba tudo a respeito do tema!

O que é o estilo vintage?

Antes de iniciar o seu projeto de ambientação, é interessante se aprofundar nos diferenciais da decoração vintage. São elementos originais, de altíssimo valor e marcados pela ousadia. Muitas vezes, esses objetos ainda são reaproveitados, evidenciando o seu estilo e tom despojado.

Entre as cores que se destacam nesse cenário, podemos citar as tonalidades amarronzadas, beges ou em nuances alaranjadas. Diferentes texturas, estampas florais, porcelanas, cristais, botões, móveis altos e muito volume são bons exemplos.

Qual a diferença entre os estilos vintage e retrô?

Inicialmente, há quem confunda o vintage com o estilo retrô, uma vez que ambos são muito parecidos. Contudo, é na decoração vintage que encontramos objetos que, de fato, são originários de décadas passadas — dos anos 1920 até 1970.

Podem ser peças herdadas de família, ou então, adquiridas em antiquários, brechós e demais garimpos. Normalmente, ao falarmos sobre esses elementos, nos referimos aos móveis, pratarias, louças, itens decorativos e qualquer outro objeto antigo, mas bem conservado.

Na composição retrô, por sua vez, há uma grande variedade de peças que parecem envelhecidas, mas foram produzidas por marcas atuais e com matérias-primas novas. Esse é o caso das geladeiras com design vintage, mas produzidas com toda a tecnologia atual. Há ainda, algumas empresas que desenvolvem aparelhos de som, televisores e móveis capazes de seguir essa proposta.

Como decorar usando o estilo vintage?

A decoração vintage é uma mistura de charme, nostalgia e muito aconchego. Uma vantagem é que não é nada difícil compor um ambiente dentro dessa proposta. Para tanto, você precisará investir em elementos-chave, que serão os grandes responsáveis por deixar o espaço com mais personalidade e autenticidade. Abaixo, contamos quais são os principais deles.

Mobília

Como falamos, um dos destaques da decoração vintage são os seus móveis. Peças antigas, que foram utilizadas há décadas, podem fazer parte dessa produção.

Uma sugestão é investir nas clássicas poltronas, especialmente, aquelas em tons esverdeados e capazes de abrigar algumas almofadas coloridas e em crochê. Existe também, a possibilidade de recorrer aos racks, mesas ou cadeiras formados pelos famosos “pés palito” — detalhes que marcaram décadas passadas e ajudam a tornar o visual do espaço bem diferenciado.

Caixas decoradas

Temos, aqui, mais um elemento indispensável na decoração vintage — as caixas estampadas. Encontrados em inúmeras padronagens e recortes, esses objetos servem para guardar documentos, joias e acessórios diversos. No lar, eles podem ser colocados em cima de mesas laterais, aparadores ou estantes, levando mais cor e informação para o lugar.

Itens de cozinha

Em se tratando do estilo vintage, a cozinha é um dos cômodos mais fáceis de decorar. Nesse espaço, você pode investir em louças de porcelana branca, pratos com estampas florais, panos de prato, xícaras e pires em tons pastéis, além de guardanapos e toalhas de mesa com rendas e bordados.

Na hora de montar uma mesa, ainda é possível incluir arranjos de flores, em vasos grandes e pequenos para criar um contraste interessante.

Acabamento floral

A padronagem floral tem uma grande presença na decoração vintage. A vantagem é que você pode levar esse detalhe para diferentes acabamentos dentro do seu lar, utilizando papéis de parede ou adesivos para azulejo.

Em relação aos tecidos, como mantas de sofá e roupa de cama, a recomendação é seguir a mesma proposta. Já para não criar um resultado muito exagerado, procure coordenar esses elementos com outros pautados por tons neutros. Branco, bege, cinza e off-white cumprem muito bem essa função.

Luminárias

O aconchego é constantemente transmitido nos ambientes vintage. Para alcançá-lo, você precisará investir no uso adequado da iluminação. Nesses locais, o ideal é evitar as lâmpadas de tonalidade branca, que são conhecidas por garantir um visual artificial e muito monótono.

Em vez disso, prefira as opções amarelas em LED, que são econômicas e se adequam perfeitamente ao estilo. Aqui, é válido utilizar lustres de iluminação indireta, como as arandelas, os pendentes, os cordões de luzes e os abajures.

Se quiser caprichar ainda mais, existem lamparinas e candelabros, que ficam ótimos quando usados nos cômodos de convivência. Exemplos disso são a área gourmet, a varanda e a sala de estar.

Peças em madeira

De todas as matérias-primas, certamente, a madeira é a que mais se encaixa com o estilo de decoração vintage. Naturais e rústicas, essas peças são ótimas para reforçar a proposta aconchegante — ainda mais se você reaproveitar uma cômoda ou armário que foram utilizados pelos seus familiares.

A mobília apresenta alguns danos? Tudo bem! Uma solução é aplicar uma camada de pintura, verniz ou, simplesmente, substituir os detalhes que foram prejudicados com o tempo.

Mais modernidade

Muitos moradores se questionam sobre a possibilidade de fazer com que uma decoração sofisticada tenha ares modernos. Felizmente, conquistar esse efeito é muito possível — basta combinar os seus elementos antigos com outros típicos dos ambientes atuais. Espelhos, detalhes em acabamento metálico, textura em 3D, gesso e concreto fazem parte dessa lista. Bem simples!

Viu só? Ter uma decoração vintage pode ser mais fácil do que parece. Antes de investir na sua, tenha certeza de que essa proposta combina com a sua personalidade — e também com o restante da família. Assim, todos se sentirão satisfeitos e com muito bem-estar dentro do lar.

Caso tenha gostado do post e queira continuar se aprofundando nesse universo, aproveite para conferir outro artigo e descobrir o que avaliar na hora de visitar um apartamento decorado. Até mais!

Você também pode gostar