Seu Imóvel

4 dicas para você manter seu apartamento organizado

09/01/2019
4 dicas para você manter seu apartamento organizado

Já que é uma necessidade — por vezes até uma obrigação —, como deve ser feita a manutenção preventiva? Como saber o que precisa ser analisado?

Uma boa forma de garantir que todos os elementos sejam vistoriados é dividi-los segundo sua natureza e, assim, proceder com o trabalho necessário em cada um deles. Em geral, o Manual do Proprietário dos empreendimentos traz um programa de manutenções preventivas e inspeções, o qual tem um bom detalhamento dos procedimentos.

Veja como pode ser feita a manutenção em alguns sistemas para manter seu apartamento organizado!

1. Instalações hidráulicas e sanitárias

Muito suscetível a vazamentos e entupimentos, as instalações hidráulicas e sanitárias de um imóvel são compostas pelos encanamentos que fazem parte da unidade habitacional e por elementos como torneiras, chuveiros, vasos sanitários, ralos, entre outros.

Veja, a seguir, os principais reparos necessários nessas instalações!

1.1. Torneiras e chuveiros

Devido ao uso, torneiras e chuveiros podem começar a pingar. Isso ocorre, em geral, pelo desgaste do vedante — peça minúscula, também conhecida como “courinho” ou “buchinha” —, algo que pode ser facilmente trocado.

Além de verificar e trocar periodicamente esse componente, é recomendável não apertar muito as torneiras ao fechá-las para não aplicar sobre as peças uma força desnecessária, que pode diminuir a vida útil delas.

Caso haja necessidade de trocar toda a torneira — ao instalar um filtro, por exemplo —, é preciso evitar apertar demais as conexões, pois isso também pode danificar os componentes da tubulação.

1.2. Caixas acopladas

Vazamentos em caixas acopladas podem causar um grande desperdício de água, o que é ruim economicamente e condenável do ponto de vista da sustentabilidade. Por isso, a manutenção preventiva do apartamento deve sempre incluir esse item no planejamento.

É importante que a caixa acoplada passe por uma higienização periódica — e pesada — para a limpeza de todos os seus componentes.

A ventosa que liga a caixa ao vaso sanitário, por exemplo, quando suja, pode deixar escoar um volume de água desnecessário, mesmo minutos depois de acionada a descarga. O ressecamento do anel de vedação, que se instala entre a caixa e a bacia, é o motivo de muitos vazamentos para o banheiro. Assim, essa peça deve ser trocada quando apresentar sinais de desgaste.

1.3. Registros

Os registros comandam partes da tubulação e, por isso, devem estar em perfeito estado. Sempre que ocorre um problema em alguma torneira ou no vaso sanitário, fechar o registro é a solução para, ao menos, evitar o desperdício de água.

Para verificar se eles estão em pleno funcionamento, basta fechá-los e abrir as torneiras e chuveiros que estiverem ligados a eles. Uma vez esvaziado o cano, nenhuma água deverá passar. Caso contrário, há algum problema com o registro. Em instalações mais antigas, pode ser o caso de desgaste em uma peça chamada cunha emborrachada.

Mais uma vez, uma dica importante para preservar os registros do seu apartamento é não apertá-los demais ao fechá-los para não desgastar as peças internas.

1.4. Cuidados com as tubulações

Um cuidado básico que todo proprietário de apartamento deve ter é, ao furar uma parede ou realizar alguma pequena reforma, certificar-se de que ali não há tubulação que possa ser perfurada.

Além disso, existe certa dificuldade para identificar os problemas existentes no encanamento, uma vez que eles costumam ser percebidos apenas depois de estar em um estágio avançado. Por isso, algumas dicas podem ajudar a verificar se há problemas nas tubulações:

  • análise do medidor: se tiver acesso a ele, desligue-o por uns instantes, em um momento em que ninguém vai usar água no apartamento. Se o medidor tiver alguma alteração, isso pode indicar um vazamento;
  • umidade em paredes e rodapés: esses são sinais claros de ruptura de encanamento;
  • sons incomuns durante a drenagem de água: se os ralos fazem um ruído diferente do usual ao drenar a água, isso pode ser indicativo de ar no encanamento.

1.5. Limpeza e manutenção dos ralos

É bem comum que ralos causem problemas, seja por entupimento ou por mau cheiro. A questão é que também é comum o uso de soluções caseiras para tentar resolver essas questões, e algumas delas podem danificar as instalações.

Nos ralos do box, é importante fazer uma limpeza a fim de retirar cabelos que acumulam, bem como restos de sabonete, por exemplo. Em hipótese alguma é permitido introduzir objetos para auxiliar nessa limpeza, pois eles podem perfurar a caixa ou o encanamento. O mesmo cuidado e procedimento de higienização pode ser feito nos ralos localizados no chão de outras áreas do apartamento, como na cozinha e na área de serviço.

Os ralos da pia também acumulam resíduos e, normalmente, acusam o mau funcionamento quando começam a levar mais tempo para escoar a água. Assim que perceber o acúmulo de água e a demora para o escoamento, limpe o sifão, localizado abaixo da pia, a fim de descartar a sujeira. Como nos ralos do chão, evite introduzir objetos na tubulação e não use substâncias abrasivas para desentupimento.

Se estiver enfrentando um problema maior com o encanamento, o ideal é contratar uma desentupidora que faça a manutenção de forma segura.

1.6. Limpeza da caixa de gordura/fossa

A caixa de gordura é um mecanismo que evita a passagem da gordura e de elementos que podem prejudicar a tubulação, a rede de esgoto e o ambiente. Como esse material acaba se acumulando em seu interior, ela deve ser limpa periodicamente para garantir a eficácia do processo.

Caso a caixa de gordura não seja higienizada adequadamente, além de eliminar rejeitos de forma incorreta, ainda há o risco de transbordamento. Para evitar que isso aconteça, o mais indicado é a contratação de um profissional especializado para realizar a limpeza adequada desse equipamento.

2. Instalações elétricas

As instalações elétricas de um apartamento envolvem o quadro de luz e força, os circuitos, as tomadas e a iluminação.

Esses elementos devem estar entre os itens de atenção da manutenção preventiva do apartamento porque problemas nessa área, além de dispendiosos, podem ser perigosos. Confira, a seguir, o que pode ser feito preventivamente e os cuidados que devem ser tomados com as instalações elétricas.

2.1. Quadro de distribuição

O quadro de luz é o centro de toda a fiação do apartamento e, por isso, requer cuidados especiais. É preciso muita atenção ao perfurar paredes próximas a ele, sob o risco de acontecer um choque elétrico. Também é importante não derrubar líquidos no quadro de força — o que pode ocorrer em uma limpeza não muito cuidadosa — e é proibido ligar aparelhos diretamente nele, pois isso representa um risco enorme.

Na manutenção preventiva, recomenda-se que o quadro de luz tenha suas conexões reapertadas. Esse procedimento deve ser feito por profissional especializado, tomando todas as precauções de segurança e usando os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários.

2.2. Circuitos, tomadas e iluminação

Eletrodomésticos que estragam e lâmpadas que queimam facilmente podem ser um sinal de problema nas instalações elétricas do apartamento. Então, é preciso fazer um reparo! No entanto, é importante saber que qualquer conserto em tomadas ou iluminação deve ser feito com os disjuntores do quadro de força desligados.

Além disso, é preciso verificar a carga dos aparelhos e das lâmpadas, pois equipamentos inadequados podem sobrecarregar a capacidade do seu circuito, o que pode provocar um grande estrago. Também não é recomendado utilizar adaptadores para mais de uma tomada, pois a sobrecarga gerada é capaz de danificar os aparelhos e colocar em risco o seu apartamento.

Tomadas e bocais de lâmpadas também precisam ser reapertados de tempos em tempos, e isso deve ser feito com os circuitos desenergizados.

3. Acabamentos

Os acabamentos de um apartamento são tão importantes e demandam tanta atenção que a etapa destinada a eles em uma construção costuma ser uma das mais demoradas.

Toda essa atenção tem um motivo: além de proporcionar beleza ao imóvel, os acabamentos são detalhes que, muitas vezes, resguardam elementos importantes de um apartamento. Entenda!

3.1. Manutenção do rejunte

O rejuntamento é feito para fixar e impermeabilizar áreas que têm revestimento cerâmico, de azulejo ou de porcelanato. Para evitar desgastes desnecessários no material, a orientação é não usar produtos agressivos na sua limpeza, mas apenas sabão em pó neutro, esponja e pano úmido.

No entanto, os rejuntes precisam passar por manutenção, especialmente nas áreas de chuveiro e duchas, pois o uso constante de água quente e o acúmulo de sabão facilitam o desgaste do material, o que pode ocasionar infiltrações no apartamento logo abaixo do seu.

Para aplicar o novo rejunte, conte com mão de obra especializada e utilize materiais confiáveis.

3.2. Vedação do box

Outro elemento que pode trazer problemas de infiltrações entre as unidades do edifício é o box. Por isso, é necessário fazer a manutenção preventiva da vedação para que um pequeno problema não evolua para algo que precisará de um reparo maior, envolvendo ainda o seu vizinho.

Um material muito utilizado nesse reparo é o silicone, mas também é possível fazer a calafetagem do box. Um profissional será capaz de indicar o que é mais adequado para o seu banheiro.

3.3. Vedação de esquadrias

As esquadrias das janelas e das portas da varanda devem ser mantidas sempre limpas e, quando necessário, lubrificadas com produtos indicados pelo fabricante. Ao fazer essa limpeza, não é recomendado utilizar objetos perfurantes nem detergentes e materiais abrasivos. Um pano macio levemente umedecido é o suficiente para a operação.

Para manter suas esquadrias sempre novas, evite colocar peso sobre elas e que janelas ou portas batam abruptamente — isso pode comprometê-las no futuro, além de colocar em risco o vidro.

De tempos em tempos, deve ser verificada e refeita a vedação dessas estruturas, com reaplicação do silicone, pois esse material sofre desgaste ocasionado pela exposição às intempéries e à luz solar. Caso haja alguma falha, em tempos chuvosos, por exemplo, o silicone desgastado pode causar vazamentos no interior do apartamento.

4. Cuidados gerais

Sempre que fizer algum reparo ou alguma mudança no seu apartamento, como instalação de pisos ou redes de segurança, conte com profissionais especializados. Dificilmente eles vão causar avarias nas dependências do imóvel e, ainda, prestarão um serviço que, pelo menos, tem garantia.

Também dê preferência ao uso de peças originais, sempre seguindo as instruções do fabricante. Peças genéricas podem decepcionar ao serem instaladas, por mal funcionamento ou por desgastarem-se com mais facilidade.

Estabeleça os prazos para realizar a manutenção preventiva de apartamento: a maioria dos itens podem ser inspecionados semestralmente. Avalie a necessidade de reduzir ou a possibilidade de ampliar esse prazo — a depender do elemento que vai ser verificado.

O que fazer em caso de dúvidas?

A manutenção preventiva de apartamento é uma medida importante e que envolve muitos detalhes. Então, é natural que ainda existam dúvidas. Reunimos, abaixo, as informações mais usuais e com orientações gerais de como proceder. Acompanhe!

Manual do Proprietário

Sempre que as obras de um empreendimento imobiliário são finalizadas, um exemplar do Manual do Proprietário é recebido por todas as pessoas que adquiriram as unidades habitacionais.

Esse manual traz orientações bem detalhadas e específicas para o uso e operação do seu imóvel, além de conter um programa para a manutenção e o termo de garantia. É muito importante saber dessas informações para que manutenções e reparos sejam feitos com mais eficiência — e sem comprometer a garantia da construtora.

Contato com a construtora, o síndico e a administradora

Se, ainda assim, restarem dúvidas, entre em contato diretamente com a construtora para receber uma orientação adequada e resolver os problemas com o seu apartamento.

Outro ponto que não deve ser negligenciado é o contato com o síndico e com a administradora do condomínio. Eles também podem trazer informações úteis. Porém, antes de iniciar as obras de manutenção, eles precisam ser avisados de que na sua unidade vai ocorrer um reparo, pois, em caso de imprevistos, eles terão condições de prestar o suporte necessário e de mediar a comunicação com vizinhos que se envolverem.

Para facilitar ainda mais a vida de seus clientes, a Cyrela oferece em seu Portal de Relacionamentos uma área exclusiva para solucionar as dúvidas sobre manutenção do imóvel. Nele, um profissional habilitado mostra ao morador o caminho para que ele mantenha o seu apartamento sempre novo e em boas condições de uso.

Agora que você já sabe da importância da manutenção preventiva de apartamento, que tal compartilhar essas informações em suas redes sociais? Com certeza algum de seus amigos também as acharão úteis. Até a próxima!

Você também pode gostar