Seu Imóvel

Entenda qual é o papel da administradora de condomínio

18/06/2019
papel da administradora de condomínio

Você já se perguntou qual é o papel da administradora de condomínio? Embora esse tipo de prestação de serviço esteja presente na maioria dos empreendimentos do Brasil, ainda existem pessoas que não imaginam qual é a sua importância. Se esse for o seu caso, já adiantamos: para fazer com que todas as atividades ocorram de maneira adequada, é preciso que haja uma empresa especializada para cuidar dos problemas e, inclusive, evitar que imprevistos apareçam ao longo do caminho.

O que acontece é que o trabalho do síndico e da administradora de condomínio são complementares. Por isso, juntos, eles conseguem fazer uma gestão mais eficiente do empreendimento.

Pensando no assunto, e para que você consiga entender melhor esse trabalho, trouxemos as principais informações sobre essa prestadora de serviços. Acompanhe a leitura e fique por dentro!

O que faz uma administradora de condomínio?

Uma das principais dúvidas entre os moradores é saber o que, de fato, faz uma administradora de condomínio. Em linhas gerais, é possível dizer que são empresas especializadas em cuidar de toda a parte burocrática de um edifício. O que isso significa? Veja a seguir:

  • gestão administrativa: cadastro dos moradores, coleta de orçamentos de obras, gerenciamento de seguros de responsabilidade civil e incêndio, organização de arquivos, atendimento a moradores para esclarecimento de dúvidas;
  • gestão de recursos humanos: recrutamento, seleção, admissão e treinamento de funcionários terceirizados, formalização de advertências, escala de trabalho e férias;
  • gestão financeira: acompanhamento e controle do orçamento do prédio, emissão de recibos, pagamento dos funcionários, cobrança, contas a pagar, gestão tributária;
  • gestão jurídica: envio de notificações judiciais e extrajudiciais, atualização da legislação, consultoria tributária, emissão de relatórios, acompanhamento de ações trabalhistas.

Qual é a sua importância?

Após descobrir o papel da administradora de condomínio, vale a pena entender a sua importância no dia a dia de um empreendimento. Como falamos, há alguns anos a gestão desses locais era realizada apenas pelo síndico ou por um pequeno escritório de contabilidade. Com o tempo e o avanço do estilo de vida, percebeu-se que era importante tornar essa prestação de serviços mais profissional e capacitada.

Foi então que surgiu a administradora de condomínio, cuja função é solucionar as necessidades dos moradores e manter o dia a dia do empreendimento mais tranquilo. Para que o seu trabalho seja satisfatório, essa empresa deve orientar o síndico nas principais tomadas de decisão, uma vez que ele é o mandatário e grande responsável pelas atividades locais.

Tal prestadora também tem a responsabilidade de informar todas as questões legais, financeiras e de recursos humanos de forma rápida e eficaz. Essa é, sem dúvida, a melhor alternativa para um condomínio que deseja se prevenir de prejuízos e contornar os imprevistos com mais eficiência.

Quais são as vantagens de ter uma administradora?

São muitas as vantagens em contratar uma administradora de condomínio — e elas vão muito além da praticidade nas questões burocráticas. A seguir, listamos os melhores benefícios.

Mais organização

As administradoras de condomínio são empresas especializadas em cuidar de uma rotina burocrática. Isso faz com que o síndico não precise se preocupar sozinho em realizar os pagamentos dos colaboradores, formalizar os impostos ou cuidar da organização jurídica do empreendimento.

Orçamento mais bem aproveitado

Com uma administradora de condomínio, o orçamento do empreendimento será mais bem aproveitado. Afinal, a empresa conseguirá perceber, com exatidão, onde o dinheiro está sendo gasto e com qual frequência — sempre encontrando alternativas para poupar a maior quantia de verba possível.

Mão de obra qualificada

Como em toda empresa, os profissionais que trabalham em uma administradora estão, constantemente, em busca de atualizações no setor. Normalmente, são indivíduos formados em diferentes áreas — do departamento pessoal até a controladoria — e preparados para lidar com diversas situações. Esse detalhe aumenta as chances de acerto e faz com que o investimento no serviço gere um excelente retorno para o condomínio.

Posso escolher a administradora de condomínio?

A administradora é escolhida durante a chamada Assembleia de Instalação de Condomínio (AGI), junto ao síndico e os proprietários das unidades. Vale ressaltar que, mesmo que o condomínio tenha escolhido uma empresa, existe a possibilidade de, posteriormente, trocá-la por outra prestadora de serviço.

E não esqueça: na hora de pesquisar uma boa administradora, é fundamental considerar a reputação da empresa no mercado, comparar os preços exigidos e analisar todos os serviços que são oferecidos.

Então, após a leitura ficou claro qual é o papel da administradora de condomínio? Para continuar por dentro de outros conteúdos relevantes como este, aproveite e assine já a nossa newsletter!

Você também pode gostar