fbpx
queijos e vinhos

Queijos e vinhos: entenda mais sobre essa experiência incrível!

Uma das formas mais práticas de vivenciar momentos especiais no dia a dia é por meio de boas experiências gastronômicas. Mas mesmo para quem gosta de bancar o chef em casa, nem sempre a correria permite fazer um banquete muito elaborado. Nesses casos, nada melhor do que recorrer ao clássico, queijos e vinhos. Independentemente da estação, essa é uma combinação perfeita!

Neste artigo, aprenda a harmonizar diferentes tipos e veja, também, o que pode ser servido junto. Acredite, não é tão complicado quanto se imagina!

Como harmonizar queijos e vinhos?

A imensa variedade de queijos e vinhos existente no mercado pode assustar, mas fique tranquilo. Você não precisa ser um sommelier para acertar nas combinações.

O jeito mais fácil é fazer a harmonização por aproximação, ou seja, optar por sabores equivalentes, para que um não anule o outro. Além disso, considere o clima na ocasião. Assim:

  • queijos mais fortes e gordurosos (como parmesão, gruyére, grana padano e ementhal) pedem vinhos tintos secos, intensos e encorpados (como cabernet, merlot e vinho do porto) — sugestões ideais para noites mais frias;
  • queijos mais leve e delicados (como muçarela de búfala e camembert) ficam ótimos com vinhos brancos, mais suaves e frutados (como chardonnay, riesling e os espumantes) — indicações perfeitas para noites quentes;
  • queijos minas frescal (queridinhos de muitos brasileiros) harmonizam elegantemente com um vinho branco sutil (como o sauvignon blanc) — fazendo bonito, também, em noites calorosas;

Já queijos azuis (como gorgonzola e roquefort) merecem vinhos tão sofisticados quanto, com uvas de colheita tardia, tais como os tintos mais fortes (como merlot e shiraz), licorosos (como um vinho do porto) e brancos frisantes, ligeiramente borbulhantes, (como o lambrusco) — indo bem em qualquer ocasião.

Está começando a tomar vinho? Dica de ouro: merlot e pinot, consideradas uvas médias, costumam agradar o paladar dos iniciantes.

Se mesmo com essas indicações você ficar em dúvida na hora da compra, lembre-se de outra regra infalível: se cresce junto, vai bem junto. Queijos e vinhos produzidos na mesma região costumam combinar. Isso porque, com o tempo, os produtores se preocupam em ajustar suas características, favorecendo o consumo de ambos.

O que servir com queijos e vinhos?

Faça uma tábua de pães especiais. Eles também podem ser harmonizados e são ótimos para consumir com queijos de texturas mais moles, como o cottage (não maturado) e o brie (maturado por fungos).

Quem tem uma horta na cozinha pode usar algumas ervas frescas sobre as fatias. Esse toque especial irá deixá-las ainda mais perfumadas, além de saborosas.

Além disso, varie nos aperitivos. Além dos queijos, frios (como salames), frutas secas e oleaginosas (castanhas, amêndoas etc) são uma boa pedida. E não se esqueça da água.

Para fechar, que tal servir uma sobremesa frutada, bem leve? Se achar mais fácil, você pode oferecer alguns morangos e frutas vermelhas. Ou limite-se a servir um cafezinho. Difícil quem não goste dessas delícias!

Quando servir essa combinação clássica?

Receber pessoas queridas e comer bem também faz parte dos cuidados com a qualidade de vida e saúde. Por isso, permita-se desfrutar desses momentos.

Para facilitar, escolha combinações práticas e à prova de rejeições! Além dos encontros românticos, queijos e vinhos caem bem em uma conversa entre amigos ou na reunião de família.

Dependendo dos convidados, mantenha o menu, mas varie na escolha dos ambientes. Aliás, essa é uma ótima maneira de manter um clima agradável. Por exemplo:

  • em um encontro, receba o date na varanda;
  • em um jantar de casal, sirvam-se no próprio quarto ou no sofá da sala;
  • entre amigos, aproveite a descontração da cozinha;
  • na reunião de família, capriche na mesa posta e acomode-os na sala de jantar.

Por fim, não esqueça de considerar o seu gosto e os dos respectivos convidados. Afinal, a melhor combinação é aquela que agrada aos diferentes paladares.

Aos poucos, tente novas harmonizações. Vale a pena pedir sugestões para os consultores dos empórios ou dos mercados onde estiver acostumado a fazer suas compras. Quando o assunto é queijo e vinho, variar as opções pode proporcionar experiências incríveis!

E você, já tem alguma harmonização favorita? Gostou das nossas sugestões? Deixe seu comentário e conte para gente!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.