Lifestyle

Restituição do Imposto de Renda: o que fazer com o dinheiro?

05/09/2019
restituição do imposto de renda: leão em primeiro plano

Desde junho de 2019, a Receita Federal está permitindo que os contribuintes verifiquem se estão contemplados nos sete lotes da restituição do Imposto de Renda (IR). A boa notícia é que essa consulta pode ser feita de forma simples e rápida: pelo computador ou smartphone. 

O porém é que boa parte dos brasileiros ainda não entende como esse mecanismo funciona e, na hora de resgatar o valor, tampouco sabem o que fazer com o dinheiro. 

Mas não se preocupe! Pensando nisso, e para ajudá-lo nessa tarefa, criamos este post exclusivo com todas as informações que você precisa saber sobre o assunto. Acompanhe a leitura!

Afinal, o que é a restituição do Imposto de Renda?

Em linhas gerais, podemos definir a restituição do Imposto de Renda como uma maneira de recuperar (ou pagar) o valor pago a mais (ou a menos) para a Receita Federal no ano anterior. 

Funciona assim: se na declaração estiver indicado uma diferença positiva, quer dizer que você, como contribuinte, precisará pagar a quantia restante do tributo. Por outro lado, se o saldo indicado for negativo, significa que há um valor a ser recebido. E isso quer dizer que essa quantia será depositada na sua conta bancária — seja ela corrente ou poupança. 

Para identificar o valor total, o órgão realiza o chamado cálculo do Imposto de Renda, com base no número de deduções que foram feitas na declaração. Isso quer dizer que, quanto maiores forem os gastos passíveis de serem abatidos, maior será a possibilidade de resgatar algum valor. Esse é o caso das despesas de saúde, educação, previdência privada ou contribuição ao INSS. 

Como consultar a minha restituição do IR?

Você nunca realizou uma consulta como essa ou não lembra como fazer? Fique tranquilo, porque o processo é bem simples. Todas as informações poderão ser checadas diretamente no portal da Secretaria da Receita Federal, por meio de um computador com navegador Windows, Linux ou macOS. 

Há, ainda, a opção de fazer a consulta utilizando um aplicativo para smartphone, denominado “Pessoa Física”. O app está disponível tanto para iPhone (iOS) quanto para Android. Se essas alternativas forem inacessíveis, também é possível formalizar a consulta pelo telefone — basta ligar para o número 146, do chamado Receitafone. 

Como é feito o pagamento da restituição do Imposto de Renda?

Caso haja valores a serem pagos, a quitação dessa pendência poderá ser paga de duas maneiras: à vista ou parcelado. Para tanto, é preciso que o contribuinte realize um cadastro de débito automático.

Já se existir uma quantia a receber, esse montante será depositado integralmente, pela Receita Federal, na mesma conta bancária informada ao órgão durante o preenchimento dos dados. Os lotes, por sua vez, serão distribuídos até o mês de dezembro de 2019. Bem simples, não é?

O que fazer com a restituição do Imposto de Renda?

Uma vez recebido o dinheiro da restituição do Imposto de Renda, muitas pessoas não sabem o que fazer com o valor extra. A melhor saída é utilizá-lo de forma inteligente e organizar as suas finanças. A seguir, listamos algumas situações que valem a pena serem consideradas:

  • antecipação de parcelas do financiamento: priorize as suas dívidas, afinal, elas geram juros. Se você fez um financiamento imobiliário, essa é uma ótima oportunidade para antecipar algumas parcelas;
  • reformas: vez ou outra, um imóvel precisa de consertos e reformas. Por isso, é sempre bom poupar para situações de imprevistos. Aproveite a sua restituição do Imposto de Renda para evitar dor de cabeça no futuro; 
  • investimento em renda fixa: Tesouro Direto, LCA, CDB e LCI são as principais opções de renda da atualidade. Ao adquirir tais títulos, você receberá uma quantia de rentabilidade mensal.

Veja as datas de pagamento dos lotes de restituição do IR em 2019

  • 1º lote, em 17 de junho de 2019;
  • 2º lote, em 15 de julho de 2019;
  • 3º lote, em 15 de agosto de 2019;
  • 4º lote, em 16 de setembro de 2019;
  • 5º lote, em 15 de outubro de 2019;
  • 6º lote, em 18 de novembro de 2019;
  • 7º lote, em 16 de dezembro de 2019.

E então, após a leitura você conseguiu entender melhor sobre a restituição do Imposto de Renda? Esperamos que sim! Agora, basta consultar se você tem algum valor a receber e planejar o que fazer com esse dinheiro inesperado.

Para continuar por dentro de outros conteúdos como este, assine a nossa newsletter e receba dicas exclusivas diretamente no seu e-mail!

Você também pode gostar